Sobre a Unidade

O Centro de Atividades Carlos Eduardo Moreira Ferreira | SESI Itu iniciou suas atividades em 1992, através de convênio firmado com a Prefeitura Municipal. A unidade oferece soluções para as empresas industriais brasileiras por meio de uma rede integrada, que engloba atividades de educação, segurança e saúde do trabalho, cultura e qualidade de vida.

 

Patrono CARLOS EDUARDO MOREIRA FERREIRA

Nasceu na cidade de São Paulo no dia 9 de março de 1939. Formou-se em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

Em 1957, integrou a Secretaria de Agricultura de São Paulo no departamento da produção vegetal. Durante os anos de 1961 e 1962 foi suplente do conselho fiscal da Companhia Agrícola Industrial e Comercial (CAIC) e passou a trabalhar no escritório de advocacia Esdras Pacheco Moreira Ferreira e Eduardo Moreira Ferreira. Em 1963, tornou-se advogado da Companhia Paulista de Energia Elétrica - CPEE e também da Companhia de Força e Luz da Casa Branca. Em junho de 1966 foi nomeado diretor-superintendente das duas empresas.

Dirigiu o Sindicato da Indústria da Energia Hidrelétrica do Estado de São Paulo entre 1968 -1971. Tornou-se diretor da Associação Paulista de Empresas de Serviços Públicos de Energia Elétrica e assumiu a vice-presidência do Sindicato da Indústria da Energia Hidrelétrica. De 1974 a 1976 foi também diretor-tesoureiro da Associação Brasileira de Concessionárias de Energia Elétrica. Em 1977, tornou-se membro do conselho de administração da Companhia Energética de São Paulo (CESP) e assumiu a presidência da Associação Brasileira de Concessionárias de Energia Elétrica. No período 1978-1980 foi presidente do Sindicato da Indústria da Energia Elétrica do Estado de São Paulo.

Em 1980, tornou-se segundo-secretário da FIESP e terceiro-vice-presidente do CIESP no período 1980-1983. Dirigiu também o departamento jurídico da FIESP/CIESP e participou como membro das comissões para assuntos de meio ambiente, uso do solo e energia da FIESP/CIESP.

Em 1983, foi eleito primeiro-vice-presidente da FIESP/CIESP. Acumulou a vice-presidência com as funções de delegado efetivo da FIESP no conselho de representantes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), membro do conselho fiscal das Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobrás), representando a CNI, e diretor do departamento de energia da FIESP/CIESP.

Em 1992, assumiu a presidência da FIESP/CIESP e tornou-se diretor regional do Serviço Social da Indústria (SESI-SP) e presidente do conselho regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-SP), além de diretor do Instituto Roberto Simonsen.

A partir de 1994, em conjunto com o SESI e SENAI e a Fundação Roberto Marinho, lançou um ambicioso programa de educação a distância, o Telecurso 2000, transmitindo em rede nacional para cerca de 30 milhões de brasileiros fora do sistema escolar.

Em 1999, elegeu-se e assumiu a Câmara dos Deputados, e também a presidência da CNI.

É o patrono do Centro de Atividades do SESI de Itu e da Escola SESI de Brotas.